Cartas dos leitores

Olá Mário,

Terminei de ler “Corpos Dissidentes”.

Gostei demais.

No meu caso, a quem o tema toca profundamente, é interessante ler conceitos e fundamentos sobre questões muitas vezes vivenciadas sem a consciência da extensão dos danos.

Considero os temas pertinentes e os entendo como pavimentação para mudanças que já começaram, mas com resultados imprevisíveis.

Penso que é um tema universal nesse nosso tempo, mas, infelizmente, com absorção e aplicação diferentes em diversos contextos. Explico – temas dessa natureza estão atrelados ao nível de desenvolvimento cultural e econômico de cada contexto, vejo com tristeza que “corpos dissidentes” em contextos empobrecidos continuarão a sofrer duplamente.

Vejo uma relação enorme entre liberdade, respeito e um contexto de condições de vida dignas.

A pobreza, a desigualdade, a falta de oportunidades e caos que vivemos aqui, por exemplo, servem para duplicar o sofrimento imposto a esses “corpos dissidentes”.

É preciso que a luta seja abrangente: liberdade, respeito e sociedade justa e organizada.

Poderíamos falar sobre isso por horas........

Excelente o trabalho que você vem desenvolvendo.


Abraço,

Renato
07/Fev/2022

Renato Silva é artista plástico e professor de artes.
Carta publicada com a autorização do autor.

Cartas e comentários sobre as publicações da editora Atafona podem ser enviadas para editoraatafona@gmail.com